Sintricomb participa do Café com Conjuntura, no Sintimmmeb

O Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Brusque (Sintimmmeb) recebeu na manhã desta terça-feira, 4 de julho, no auditório da sede administrativa, uma das etapas do ciclo de palestras “Café com Conjuntura”, com o tema “Crise, assalto aos direitos sociais e trabalhistas e a reação dos trabalhadores”, que trata dos impactos negativos à legislação trabalhista e da Previdência, proposta pelo governo. O Sintricomb, através do presidente Izaias Otaviano, esteve presente e compôs a mesa de abertura dos trabalhos.

A palestra foi ministrada pelo economista e Supervisor Técnico do DIEESE-SC (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos de Santa Catarina), José Álvaro Cardoso, e abordou a precarização das relações de trabalho e destruição das garantias previstas na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) no texto da reforma trabalhista. Cardoso falou ainda das barreiras que a reforma da Previdência criará, que vai impedir que milhões de brasileiros acessem o benefício.

“Estamos em um sistema de crise mundial do sistema capitalista, uma crise brasileira que é inédita. O IBGE jamais havia registrado até então três anos de recessão, cujo desdobramento ninguém pode prever. E o que estamos presenciando é um Governo que quer acabar com o Estado brasileiro, com os direitos sociais, colocar os direitos trabalhistas ao nível do século 19. Evidentemente os sindicalistas, a juventude, os setores sociais mais conscientes não vão aceitar a destruição do país. Porque destruir os direitos do povo é destruir a própria soberania nacional. E esse debate visa discutir, não apenas o diagnóstico, mas principalmente estratégias e o que fazer diante desse cenário. E o Brasil tem jeito, sim. Considerando a qualidade do povo brasileiro, passados esses períodos turbulentos, ocuparemos o lugar que o nosso país merece”, resumiu Cardoso.

O presidente do Sintimmmeb, José Isaías Vechi, chama a atenção dos trabalhadores e trabalhadoras sobre o que está envolvido e para a real intenção da classe política com as reformas que, se aprovadas, as mudanças vão impactar diretamente todos os brasileiros.

“Serão mais horas de trabalho, serão salários menores do que já são, são garantias que hoje os trabalhadores ainda possuem, graças à CLT, é o direito de uma aposentadoria, que ainda não é o ideal e que, ainda assim, a reforma quer limitar e diminuir e muitos outros direitos que estão em jogo. Estamos há mais de ano alertando os trabalhadores, com manifestações, informativos, campanhas para despertar a sociedade do desastre que as reformas querem promover. Ainda mais vindo de grande parte da classe política que não serve à população, mas apenas aos interesses e as benesses do poder econômico”, enfatizou Vechi.

Após a palestra, foi aberto um espaço para perguntas e para o debate. O encontro contou com lideranças sindicais de Brusque e de diversas regiões do Estado.

Texto e fotos: Thiago Andrade/Assessoria de comunicação do Sintimmmeb

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 1 =

X

Pin It on Pinterest

X